Home











...



« Memória Empresarial • ANO XXVIII - Ed. 653 (10/10/2004)

Gestão à distância

Nem sempre encostar a barriga no balcão todos os dias é garantia de sucesso no mundo dos negócios. Apesar de o senso comum afirmar que a presença constante do dono é fundamental para o desenvolvimento empresarial, é preciso considerar que, em um estágio já consolidado no mercado, independentemente do tamanho, é possível administrar uma empresa de longe. Para isso, o mais importante é saber delegar cada uma das atividades que fazem parte do cotidiano, desde o planejamento tecnológico até a administração financeira, fazendo com que os colaboradores se sintam responsáveis por todas as decisões estratégicas. Um bom exemplo nesse sentido vem de Aleksandar Mandic, um dos pioneiros na Internet no Brasil e dono da Mandic www.mandic.com.br . Ele comparece semanalmente ao local em que sua empresa está instalada e assume apenas as funções de demitir e contratar funcionários, quando necessário, estabelecendo o quanto cada um deve ganhar no início. Em depoimento exclusivo, ele relata como faz para comandar à distância e no que consiste a base do trabalho corporativo que desenvolve atualmente, tendo como foco a otimização da comunicação eletrônica via e-mail.

DIFERENCIAIS
"A caixa postal da Mandic nunca lota. Se o cliente perder o computador ou as mensagens, com a Mandic ele pega uma máquina nova e está tudo lá, desde a lixeira até o inbox. Além disso, temos o único e-mail no mundo que possui certificação digital. Por ser algo novo, pagamos o preço do pioneirismo. Aliás, essa seria a solução para o spam quando todo mundo adotar esse procedimento. A certificação é o seguinte: cada mensagem tem um dono que está registrado em um cartório no qual ele teve que mostrar o CPF e o RG. Dessa forma, ele recebe uma identificação digital. Acredito que, daqui a alguns anos, isso pegue e nenhum provedor aceite uma mensagem que não seja digitalmente certificada. Nós trabalhamos muito para o universo corporativo, mas atendemos também a qualquer pessoa física. Temos também um outro diferencial que consiste em um contrato de confiabilidade com o usuário. Nós nos comprometemos a não circular propagandas, por isso o nosso webmail não tem banners. Em compensação, nós cobramos, dentro de um esquema parecido com a TV a cabo, pela qual o usuário paga uma assinatura para não receber conteúdos indesejados."

ATRIBUTOS
"Uma empresa vive de novidades produzidas para o mercado. Não existe uma empresa que não criou nada. Caso contrário, ela morre. Nós temos essa vocação de ficar inventando coisas. Agora, se não fizermos, não vai acontecer nada mesmo, temos que inovar constantemente. Tem também que rever planejamentos. Quando resolvi reformular a empresa para conter gastos, disse aos funcionários que o dinheiro que entrasse seria dividido entre eles, e a maioria resolveu ficar. Eu só tenho três atributos aqui dentro: o poder de determinar o quanto cada um vai ganhar quando começa a trabalhar conosco, demitir sem perguntar para ninguém e impor o sonho da empresa, que é fazer do e-mail um espaço ilimitado. Esse é o meu sonho que deve ser compartilhado por todos. Nós somos uma empresa pequena, com capital restrito, porque ela tem que sobreviver sozinha, e a regra é bem simples. Hoje, o dinheiro que sobra é dividido entre os funcionários, se não sobrar nada, ninguém recebe nada."

DELEGAÇÃO
"O diretor financeiro tem que entender mais de finanças do que eu, assim como o diretor técnico tem que se preocupar com as tendências tecnológicas. Se eu perceber que não está dando resultado, posso demiti-lo e colocar outro no lugar. O pessoal de marketing tem que saber como vender o produto com verba zero, fazendo marketing de guerrilha. A ordem aqui é que o problema de um é o problema de todos. Se tem alguém passando e toca o telefone, ele tem que atender e fazer a ligação chegar ao seu destino. Eu delego tudo e não tomo decisão nenhuma. É proibido usar o nome da Mandic em vão, mas a minha equipe é que define como fazer, pois são eles os especialistas. Se der certo, eles são recompensados, e, se der errado, serão penalizados de alguma forma. Cada um aqui sabe as decisões que tem que tomar. Por isso, eu só fico no sonho, estimulando e tentando vendê-lo para o grupo."


« Entrevista Anterior      Próxima Entrevista »
...
Realização:
IMEMO

MANTENEDORES:

CRA-SP

Orcose Contabilidade e Assessoria

Sianet

Candinho Assessoria Contabil

CNS

Hífen Comunicação


Pró-Memória Empresarial© e o Programa de Capacitação, Estratégia e Motivação Empreendedora Sala do Empresário® é uma realização do Instituto da Memória Empresarial (IMEMO) e publicado pela Hífen Comunicação em mais de 08 jornais. Conheça a história do projeto.

Diretor: Dorival Jesus Augusto

Conselho Assessor: Alberto Borges Matias (USP), Alencar Burti, Aparecida Terezinha Falcão, Carlos Sérgio Serra, Dante Matarazzo, Elvio Aliprandi, Irani Cavagnoli, Irineu Thomé, José Serafim Abrantes, Marcos Cobra, Nelson Pinheiro da Cruz, Roberto Faldini e Yvonne Capuano.

Contato: Tel. +55 11 9 9998-2155 – [email protected]

REDAÇÃO
Jornalista Responsável: Maria Alice Carnevalli - MTb. 25.085 • Repórter: Fernando Bóris;
Revisão: Angelo Sarubbi Neto • Ilustrador: Eduardo Baptistão

PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL DESTAS ENTREVISTAS sem permissão escrita e, quando permitida, desde que citada a fonte. Vedada a memorização e/ou recuperação total ou parcial, bem como a inclusão de qualquer parte da obra em qualquer sistema de processamento de dados. A violação dos Direitos Autorais é punível como crime. Lei nº 6.895 de 17.12.1980 (Cód. Penal) Art. 184 e parágrafos 185 e 186; Lei nº 5.998 de 14.12.1973


Hífen Comunicação
© 1996/2016 - Hífen Comunicação Ltda. - Todos os Direitos Reservados
A marca Sala do Empresário - Programa de Capacitação, Negócios e Estratégia Empresarial
e o direito autoral Pró-Memória Empresarial, são de titularidade de
Hífen Comunicação Editorial e Eventos Ltda.