Home











...



« Memória Empresarial • ANO XXVIII - Ed. 767 (17/12/2006)

O Poder do Sonho

Muitas vezes, uma simples observação feita por alguém marcante na vida de uma pessoa, tem o poder de inspirá-la para sempre na busca da realização de um sonho. Foi o que aconteceu com a mineira de Andrelândia, Lúcia Helena da Silva. Quando menina, ela estudava em um colégio católico e, como usava trancinhas naturais nos cabelos negros, um padre falou, em tom de brincadeira, que ali estava a legendária Rainha de Sabah. Com a curiosidade aguçada, Lúcia foi atrás da história da personagem e, com isso, fez um mergulho profundo no mundo árabe, onde encontrou inspiração para criar uma confecção de roupas femininas com modelos exóticos. Mesmo depois de fazer um curso técnico de contabilidade e de trabalhar em várias empresas nessa área, ela nunca deixou para trás o sonho de ter o próprio negócio. Tudo começou com uma máquina de costura, usada para fazer peças inusitadas, que serviam como passatempo contra o estresse e também como semente para o surgimento, muitos anos depois, já em São Paulo, da grife Ropahrara Moda Exótica - www.ropahrara.com.br , com o investimento inicial de somente mil reais. Em depoimento exclusivo, e com muito alto astral, Lúcia Helena relata sua trajetória empresarial de coragem e ousadia a toda prova, além de revelar os planos de expansão para a grife em outros segmentos de vestuário.

PÚBLICO
"Inicialmente, pensei apenas em uma mulher arrojada e ousada, mas hoje o nosso público é bastante heterogêneo, incluindo garotas novinhas que freqüentam casas de rock e vêm aqui, com as mães, comprar roupas diferenciadas. Também temos mulheres casadas, que são a grande maioria, e até mesmo uma cliente de 80 anos, que é pianista e adora vestir-se com os nossos modelos para se apresentar aos amigos. É muito gratificante essa diversidade de púbico vestindo as nossas roupas. Trata-se de um público de classe econômica muito boa. É complicado lançar moda própria no Brasil. Apesar de o meu tipo de roupa não ser fashion, evidentemente que temos alguns detalhes da moda, mas esse não é o principal foco da Ropahrara. Por isso, podemos manter roupas de inverno e verão juntas e vendemos bem da mesma forma, sem ter que lançar coleção a cada estação".

EXCLUSIVIDADE
"O perfil de atendimento para esse público deve-se ao diferencial de não vendermos nada igual, mesmo porque o nosso forte hoje são as estampas. Quando vou comprar um tecido estampado, tomo o cuidado de adquirir no máximo uma peça de cada estampa. Essa estratégia nos garante exclusividade, porque, se a pessoa volta e pede aquilo de novo, não tem mais. Ás vezes, é bom poder falar para o cliente que acabou, porque estimula as vendas. Já trabalhamos sob encomenda, mas hoje, como temos um sistema semi-industrial em Moema, esse procedimento tornou-se praticamente inviável. Se a pessoa trouxer algo para eu criar em cima, não há mais condições, a não ser que seja algo nada extravagante. Muitas vezes recebemos pedidos de modelos muito complicados, que vão exigir muito tempo de dedicação e de trabalho, o que acaba não sendo interessante para o negócio".

EXPANSÃO
"Para ser bem sucedido empresarialmente, temos sempre que nos preocupar com fornecedores, empregados, ficar em dia com as contas, que eu acho fundamental para ser respeitado por todos e para ter crédito permanente. Além disso, é preciso oferecer um bom atendimento e um produto diferenciado no mercado, para poder manter-se, se não a concorrência passa por cima. O sucesso vem pelo produto e pelo atendimento. Hoje, me considero uma pessoa feliz e achei o meu lugar ao sol. Nunca me preocupei em ser diferente para agradar alguém, mas, sim, em ir atrás dos meus objetivos e dos meus sonhos. Não tinha noção de chegar aonde cheguei, mas agora já tenho planos para expandir a grife dentro de outros segmentos de vestuário, ou seja, abrir uma Ropahrara Jeans, uma Ropahrara Moda Praia, uma Ropahrara Bebê, uma Ropahrara Pet, além de novos nichos de mercado. Já temos a Salto de Cristal, uma marca registrada para fabricar sapatos do tipo Cinderela, que deve começar a deslanchar no próximo ano".


« Entrevista Anterior      Próxima Entrevista »
...
Realização:
IMEMO

MANTENEDORES:

Sianet

Candinho Assessoria Contabil

CNS

CRA-SP

Orcose Contabilidade e Assessoria

Hífen Comunicação


Pró-Memória Empresarial© e o Programa de Capacitação, Estratégia e Motivação Empreendedora Sala do Empresário® é uma realização do Instituto da Memória Empresarial (IMEMO) e publicado pela Hífen Comunicação em mais de 08 jornais. Conheça a história do projeto.

Diretor: Dorival Jesus Augusto

Conselho Assessor: Alberto Borges Matias (USP), Alencar Burti, Aparecida Terezinha Falcão, Carlos Sérgio Serra, Dante Matarazzo, Elvio Aliprandi, Irani Cavagnoli, Irineu Thomé, José Serafim Abrantes, Marcos Cobra, Nelson Pinheiro da Cruz, Roberto Faldini e Yvonne Capuano.

Contato: Tel. +55 11 9 9998-2155 – [email protected]

REDAÇÃO
Jornalista Responsável: Maria Alice Carnevalli - MTb. 25.085 • Repórter: Fernando Bóris;
Revisão: Angelo Sarubbi Neto • Ilustrador: Eduardo Baptistão

PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL DESTAS ENTREVISTAS sem permissão escrita e, quando permitida, desde que citada a fonte. Vedada a memorização e/ou recuperação total ou parcial, bem como a inclusão de qualquer parte da obra em qualquer sistema de processamento de dados. A violação dos Direitos Autorais é punível como crime. Lei nº 6.895 de 17.12.1980 (Cód. Penal) Art. 184 e parágrafos 185 e 186; Lei nº 5.998 de 14.12.1973


Hífen Comunicação
© 1996/2016 - Hífen Comunicação Ltda. - Todos os Direitos Reservados
A marca Sala do Empresário - Programa de Capacitação, Negócios e Estratégia Empresarial
e o direito autoral Pró-Memória Empresarial, são de titularidade de
Hífen Comunicação Editorial e Eventos Ltda.