Home











...



« Memória Empresarial • ANO XXVIII - Ed. 637 (20/06/2004)

Gestão à Distância

No cenário econômico atual, a eficiência de uma empresa será medida cada vez mais pela capacidade de interagir com o público consumidor de seus produtos ou serviços. Isso significa decidir estrategicamente com o máximo de flexibilização, para que seja possível adequar as estruturas organizacionais às necessidades dos clientes. Essa tática leva em conta também a redução dos custos operacionais, tendo em vista a sobrevivência no mercado e o crescimento constante, sem colocar em risco a qualidade do atendimento e o respeito absoluto à clientela. Com o objetivo de aplicar essa teoria na prática, a Iazzecon Engenharia, gerenciadora de projetos e obras na área de construção civil em todo o Brasil, partiu para a descentralização administrativa, montando mini escritórios nos canteiros das obras, que cuidam da gestão local nos mesmos moldes da sede paulistana, enxuta e ágil, na medida certa para garantir seu espaço junto à concorrência. Em depoimento exclusivo, Maurício Trugillo Iazzetta, diretor da empresa – e-mail: [email protected]Tel.: (11) 3034-5999 e coordenador do Fórum de Jovens Empresários da Associação Comercial de São Paulo, conta como reestruturou o seu negócio, além de destacar a importância de o empreendedor participar das ações promovidas pelas entidades de classe.

POSTO AVANÇADO
"Nossos escritórios funcionam como gerenciadores das obras realizadas em cada local de atuação. Se estivermos desenvolvendo uma obra em Goiânia, teremos um mini escritório dentro do canteiro de obras, com secretária, que trabalha seguindo o mesmo padrão da sede, com os sistemas que estamos desenvolvendo aqui e com ligação direta conosco. Nesse sentido, cada obra é um posto avançado, dependendo do tamanho do projeto a ser executado. Por isso, o tamanho do escritório central pode ser enxuto, uma vez que administramos apenas as obras mais próximas de São Paulo. Procuramos ainda focar, além da qualidade, da honestidade, do preço e do cumprimento dos prazos, em algo que é fundamental para nós, que é o respeito total pelo cliente. Ele tem que ser respeitado independentemente desses outros atributos que, no fundo, não seriam diferenciais, mas sim parte do compromisso de trabalho de qualquer construtora."

PREVENÇÃO
"Nós procuramos oferecer um atendimento diferenciado e não personalizado, porque, na engenharia, a maioria das pessoas e empresas que constroem e não são bem orientadas termina tendo uma experiência desagradável, pois qualquer construção vai demorar pelo menos um ano. Isso implica um período longo de convivência, de investimento pesado e de uma série de problemas a serem administrados, porque trabalhamos com profissionais de diferentes níveis de compreensão. Lidamos com uma cadeia dentro da qual fica difícil não ter problema em um dos elos ou em alguma das etapas do processo. Só que essas situações têm que ser administradas até por prevenção mesmo, e este é o maior exercício que fazemos aqui. O que procuramos fazer não é esconder os problemas, mas simplesmente filtrá-los. Quando o problema é mais grave, o cliente recebe uma comunicação juntamente com a solução que estamos dando para resolvê-lo."

REPRESENTATIVIDADE
"Quando vamos a uma associação de classe, percebemos que não estamos sozinhos, que não é uma deficiência só nossa, e isso é reconfortante. Temos que participar e dar a cara para bater, porque todo mundo está correndo riscos de sofrer alguma represália. Mas não tem outro jeito, ou encaramos e chamamos a responsabilidade para nós, ou então ficamos em casa sem direito a reclamar de nada. Atualmente, sou o vice-presidente responsável pelos jovens na ACSP, com o objetivo de incentivá-los para que comecem desde cedo a participar de movimentos associativos. A nossa expectativa para o Décimo Congresso Nacional de Jovens Lideranças Empresariais, a ser realizado de 25 a 27 de agosto em São Paulo, é transmitir conteúdo para que os participantes possam elaborar um documento a ser encaminhado ao governo e a todas as lideranças políticas como resultado do pensamento jovem, com a ambição do que eles querem que mude no País na condição de cidadãos e de futuros empresários."


« Entrevista Anterior      Próxima Entrevista »
...
Realização:
IMEMO

MANTENEDORES:

Sianet

Candinho Assessoria Contabil

CNS

CRA-SP

Orcose Contabilidade e Assessoria

Hífen Comunicação


Pró-Memória Empresarial© e o Programa de Capacitação, Estratégia e Motivação Empreendedora Sala do Empresário® é uma realização do Instituto da Memória Empresarial (IMEMO) e publicado pela Hífen Comunicação em mais de 08 jornais. Conheça a história do projeto.

Diretor: Dorival Jesus Augusto

Conselho Assessor: Alberto Borges Matias (USP), Alencar Burti, Aparecida Terezinha Falcão, Carlos Sérgio Serra, Dante Matarazzo, Elvio Aliprandi, Irani Cavagnoli, Irineu Thomé, José Serafim Abrantes, Marcos Cobra, Nelson Pinheiro da Cruz, Roberto Faldini e Yvonne Capuano.

Contato: Tel. +55 11 9 9998-2155 – [email protected]

REDAÇÃO
Jornalista Responsável: Maria Alice Carnevalli - MTb. 25.085 • Repórter: Fernando Bóris;
Revisão: Angelo Sarubbi Neto • Ilustrador: Eduardo Baptistão

PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL DESTAS ENTREVISTAS sem permissão escrita e, quando permitida, desde que citada a fonte. Vedada a memorização e/ou recuperação total ou parcial, bem como a inclusão de qualquer parte da obra em qualquer sistema de processamento de dados. A violação dos Direitos Autorais é punível como crime. Lei nº 6.895 de 17.12.1980 (Cód. Penal) Art. 184 e parágrafos 185 e 186; Lei nº 5.998 de 14.12.1973


Hífen Comunicação
© 1996/2016 - Hífen Comunicação Ltda. - Todos os Direitos Reservados
A marca Sala do Empresário - Programa de Capacitação, Negócios e Estratégia Empresarial
e o direito autoral Pró-Memória Empresarial, são de titularidade de
Hífen Comunicação Editorial e Eventos Ltda.