Home











...



« Memória Empresarial • ANO XXVIII - Ed. 643 (01/08/2004)

Inovação Maturada

Quando o imigrante húngaro László Wessel aportou no Brasil no final da década de 50 para recomeçar a vida com a família, vislumbrou muito mais do que um país de clima ameno e de pouca agitação política. Descendente de cinco gerações de mestres-açougueiros, ele logo se estabeleceu no ramo com o auxílio da colônia judaica e percebeu o enorme potencial de mercado para a abertura de um negócio diferenciado, que agregasse valor à carne, vendida até então como mais uma simples mercadoria de consumo diário. Ao introduzir novos conceitos em termos de atendimento, logística e pós-venda, a Wessel Culinária e Carnes - www.wessel.com.br - vem construindo uma história bem-sucedida, capaz de assegurar o espaço conquistado no decorrer de tantos anos de atividade e de sofisticar um produto comum, direcionado a um público cada vez mais exigente. Essa saga é contada em detalhes no livro Os Wessel - Uma história sem cortes, escrito e lançado recentemente por István Wessel, filho mais velho do fundador e atual diretor da empresa. Em depoimento exclusivo, ele relembra a trajetória empreendedora do pai e revela os diferenciais estratégicos dessa iniciativa vitoriosa e revolucionária.

INEDITISMO
"Na época em que nos instalamos no bairro da Bela Vista, em São Paulo, a região já era povoada por um grande número de imigrantes italianos e de outras nacionalidades que estavam vindo para o Brasil em razão do início da indústria de automóveis. Como a principal dificuldade para uma pessoa fora da sua pátria é comprar a carne certa, porque os cortes variam muito de um país para outro, nos especializamos para atender esse público por meio da elaboração de um glossário de cortes de carne em vários idiomas. Daí para frente, tudo o que nós fizemos foi sempre inovação. Do que existe de novo na história e no comércio da carne em São Paulo nos últimos cinqüenta anos, cerca de 90% foi iniciativa nossa. Podemos citar a maturação, que é um processo natural de amaciamento da carne, a introdução da vitela, da carne de cordeiro, do carpaccio, que trouxemos há 24 anos, e do baby búfalo."

PREPARO
"Nós também percebemos com muita rapidez, contrariamente ao que o comércio praticava e ainda pratica, que não vendemos um produto pronto, mas sim algo que vai ser preparado e depende da experiência em cozinha do encarregado dessa tarefa. Por isso, passamos a desenvolver receitas, a ensinar o modo de preparo, dicas e novidades constantes para ter uma fidelização maior por parte dos clientes. Dessa forma, agregamos valor à carne, que é considerada uma commodity, ou seja, tiramos a carne do quintal e a colocamos na sala de jantar. Isso era algo que o mercado local ainda não tinha percebido ou não tinha nem meios de perceber, porque existe toda uma cultura de gerações por trás dessa descoberta. Quem nasceu no Brasil teve a sorte de viver em um lugar em que não se passou por grandes dificuldades. No entanto, só nos tornamos mais criativos, empreendedores e corajosos quando existe a necessidade. A nossa vinda para cá, absolutamente sem condições financeiras, mas com experiência e uma cultura empreendedora, fez a diferença."

SOFISTICAÇÃO
"As nossas receitas não são produzidas em volume, no entanto, todas elas funcionam, são fáceis de fazer e têm um ar de sofisticação que vai dar o toque de craque no negócio. Nossas carnes possuem nome e sobrenome, e, além de tudo, existe a preocupação em sofisticar o paladar até mesmo com um simples hambúrguer. Sempre trabalhamos no sentido de sofisticar também o consumidor para que ele se torne mais exigente. Nós temos na Wessel dois departamentos totalmente independentes: o que atende supermercados e outro que atende hotéis e restaurantes, que representam 75% da nossa venda. Outro diferencial que nós trouxemos para o mercado há uns quinze anos foi o conceito de porções de carne controlada e de porções prontas, incluindo parcerias com redes de supermercados. Temos ainda uma experiência bem-sucedida com assessoria de imprensa há mais de vinte anos. Esse tipo de serviço foi um grande incentivador, porque só vamos para a imprensa se tivermos algo novo para contar. Esse relacionamento com a mídia acabou nos impulsionando muito a inovar."


« Entrevista Anterior      Próxima Entrevista »
...
Realização:
IMEMO

MANTENEDORES:

Sianet

Candinho Assessoria Contabil

CNS

CRA-SP

Orcose Contabilidade e Assessoria

Hífen Comunicação


Pró-Memória Empresarial© e o Programa de Capacitação, Estratégia e Motivação Empreendedora Sala do Empresário® é uma realização do Instituto da Memória Empresarial (IMEMO) e publicado pela Hífen Comunicação em mais de 08 jornais. Conheça a história do projeto.

Diretor: Dorival Jesus Augusto

Conselho Assessor: Alberto Borges Matias (USP), Alencar Burti, Aparecida Terezinha Falcão, Carlos Sérgio Serra, Dante Matarazzo, Elvio Aliprandi, Irani Cavagnoli, Irineu Thomé, José Serafim Abrantes, Marcos Cobra, Nelson Pinheiro da Cruz, Roberto Faldini e Yvonne Capuano.

Contato: Tel. +55 11 9 9998-2155 – [email protected]

REDAÇÃO
Jornalista Responsável: Maria Alice Carnevalli - MTb. 25.085 • Repórter: Fernando Bóris;
Revisão: Angelo Sarubbi Neto • Ilustrador: Eduardo Baptistão

PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL DESTAS ENTREVISTAS sem permissão escrita e, quando permitida, desde que citada a fonte. Vedada a memorização e/ou recuperação total ou parcial, bem como a inclusão de qualquer parte da obra em qualquer sistema de processamento de dados. A violação dos Direitos Autorais é punível como crime. Lei nº 6.895 de 17.12.1980 (Cód. Penal) Art. 184 e parágrafos 185 e 186; Lei nº 5.998 de 14.12.1973


Hífen Comunicação
© 1996/2016 - Hífen Comunicação Ltda. - Todos os Direitos Reservados
A marca Sala do Empresário - Programa de Capacitação, Negócios e Estratégia Empresarial
e o direito autoral Pró-Memória Empresarial, são de titularidade de
Hífen Comunicação Editorial e Eventos Ltda.