Home











...



« Memória Empresarial • ANO XXVIII - Ed. 674 (05/03/2005)

Oportunidade na Hora Certa

O espírito empreendedor e a vontade de ser dono do próprio negócio não faltam à maioria dos empresários brasileiros. No entanto, o alto índice de mortalidade das pequenas empresas ainda nos primeiros anos de vida, revela o despreparo desses empreendedores para dar sustentação à livre iniciativa no País. Geralmente, a grande falha está na implementação da empresa, uma vez que ainda prevalece no Brasil a mentalidade de economizar em aspectos cruciais que acabam comprometendo a estrutura empresarial, tornando-a inviável em pouco tempo. Imobilizar capital investindo em sede própria logo no começo ou optar sempre pela solução mais barata por falta dos recursos financeiros necessários são erros estratégicos que podem levar à exclusão do mercado. Por isso, esperar o momento mais oportuno para empreender e fazer com que o próprio negócio seja capaz de gerar meios para a sua manutenção e para o seu crescimento é a tática mais acertada para minimizar os riscos. Quem garante é José Carlos Dias Reis, diretor da Engefood - Engenharia, Equipamentos e Representações Ltda.www.engefood.com.br . Em depoimento exclusivo, ele revela como aproveitou a sua experiência de executivo no ramo de equipamentos para cozinhas coletivas para ser um empresário bem-sucedido nos últimos quinze anos de atividade, tendo enfrentado e vencido todas as oscilações do cenário econômico nacional.

RECONHECIMENTO
"Analisando um gráfico do que ocorreu no Brasil de 1990 até 2005, nós sobrevivemos no pior momento que poderia sobreviver uma empresa no País, começando com o Plano Collor, depois com a crise mexicana, a crise asiática, a desvalorização do real por três vezes, incluindo eleições diversas com picos de inflação alta e problemas da dívida externa brasileira, com intervenções do FMI. Em quinze anos, nós tivemos cerca de dez intervenções gravíssimas e conseguimos sobreviver durante esse período porque somos especialistas no segmento de restaurante e hotel, cozinha coletiva de modo geral, e estamos sempre buscando soluções, até porque a empresa surgiu a partir de um produto importado e, logo no começo da nossa vida empresarial, tivemos problemas de desvalorização do dólar, ajustes, mas nunca deixamos de representar a marca, conquistando hoje o reconhecimento da empresa fabricante."

DIFERENCIAIS
"Nós temos fatores importantes que nos diferenciam no mercado, como o foco no cliente, o pós-venda de altíssimo nível, porque não medimos esforços para poder atender uma solicitação de um cliente, esteja ele em Manaus ou na Grande São Paulo. Trabalhamos com a venda de equipamentos instalados em restaurantes, hotéis, hospitais e shopping centers, que não podem parar. Desde a nossa fundação até hoje, sempre disponibilizamos plantões técnicos nos feriados e nos finais de semana. Nesse sentido, existe todo um processo de fidelização do cliente, que vai poder contar conosco para trocar os produtos e até mesmo, se ele resolver fechar o negócio, estamos preparados para comprar o equipamento de volta e colocá-lo no mercado por um preço muito próximo do que ele pagou. Além do treinamento operacional para otimizar a utilização dos equipamentos, fazemos em conjunto com o cliente um estudo da economia por escrito, para mostrar o quanto ele vai economizar e em que período ele vai ter o retorno desse investimento."

ABERTURA
"Normalmente, não esperamos que os clientes venham até nós. Nós vamos até eles, analisamos a situação e indicamos o que ele precisa fazer etapa por etapa. Faz parte da nossa política de atendimento ligar e dizer o que ele precisa fazer para melhorar. Quando você diz para o empresário brasileiro que tem uma solução para economizar em algum aspecto, ao contrário do americano e do europeu que se interessam na hora em saber do que se trata, ele diz que não tem tempo, porque tem medo e acha que vai ser enganado. Se alguém falar que conhece um procedimento que vai proporcionar uma vantagem enorme, ele nem atende em razão dessa cultura e isso está errado, precisa mudar. Como empresário, toda vez que uma pessoa me oferece uma vantagem, eu tenho que estar sempre aberto para ouvi-la imediatamente, porque novidades interessantes aparecem a todo momento e não podemos perdê-las."


« Entrevista Anterior      Próxima Entrevista »
...
Realização:
IMEMO

MANTENEDORES:

Sianet

Candinho Assessoria Contabil

CNS

CRA-SP

Orcose Contabilidade e Assessoria

Hífen Comunicação


Pró-Memória Empresarial© e o Programa de Capacitação, Estratégia e Motivação Empreendedora Sala do Empresário® é uma realização do Instituto da Memória Empresarial (IMEMO) e publicado pela Hífen Comunicação em mais de 08 jornais. Conheça a história do projeto.

Diretor: Dorival Jesus Augusto

Conselho Assessor: Alberto Borges Matias (USP), Alencar Burti, Aparecida Terezinha Falcão, Carlos Sérgio Serra, Dante Matarazzo, Elvio Aliprandi, Irani Cavagnoli, Irineu Thomé, José Serafim Abrantes, Marcos Cobra, Nelson Pinheiro da Cruz, Roberto Faldini e Yvonne Capuano.

Contato: Tel. +55 11 9 9998-2155 – [email protected]

REDAÇÃO
Jornalista Responsável: Maria Alice Carnevalli - MTb. 25.085 • Repórter: Fernando Bóris;
Revisão: Angelo Sarubbi Neto • Ilustrador: Eduardo Baptistão

PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL DESTAS ENTREVISTAS sem permissão escrita e, quando permitida, desde que citada a fonte. Vedada a memorização e/ou recuperação total ou parcial, bem como a inclusão de qualquer parte da obra em qualquer sistema de processamento de dados. A violação dos Direitos Autorais é punível como crime. Lei nº 6.895 de 17.12.1980 (Cód. Penal) Art. 184 e parágrafos 185 e 186; Lei nº 5.998 de 14.12.1973


Hífen Comunicação
© 1996/2016 - Hífen Comunicação Ltda. - Todos os Direitos Reservados
A marca Sala do Empresário - Programa de Capacitação, Negócios e Estratégia Empresarial
e o direito autoral Pró-Memória Empresarial, são de titularidade de
Hífen Comunicação Editorial e Eventos Ltda.