Home











...



« Memória Empresarial • ANO XXVIII - Ed. 784 (15/04/2007)

Moldado para Vencer

Entre todas as virtudes necessárias ao bom andamento da livre iniciativa, a mais importante delas é a perseverança. Quem recua e desanima na primeira adversidade não possui o dom da ousadia e da tenacidade para superar obstáculos. No entanto, somente a vontade incondicional de empreender não é suficiente para o enfrentamento do mundo dos negócios. É preciso também ter a sorte de cruzar caminhos com pessoas generosas que estimulam e ensinam tudo o que sabem para quem quer aprender e aplicar esse conhecimento na prática empresarial. Esse foi o caso de Luiz Carlos Ribeiro, fundador da Evy & Lyne - www.evylyne.com.br, uma empresa que fabrica e vende móveis sob medida. Ao começar a trabalhar com apenas 14 anos de idade, ele teve a oportunidade de conhecer o mercado de ferramentas e a indústria madeireira por meio de pessoas experientes que perceberam o seu carisma nato, além do talento para vender e conquistar clientes. Aos poucos, o jovem foi sendo moldado para empreender e, hoje, já maduro e consciente da sua longa e árdua trajetória, ele fala, em depoimento exclusivo e com muita emoção, da admiração por aqueles com quem aprendeu, acima de tudo, uma lição de vida e de sucesso, partindo da estaca zero.

RUMO CERTO
"Quando já estava com 27 anos trabalhando como vendedor de máquinas e de ferramentas, percebi que tinha que tomar um rumo na vida, porque cheguei a um patamar em que fiquei estacionado. Saí da empresa por conta própria e fui para o mundo sem ter nada preparado. Coloquei um terno, uma gravata e fui procurar empresas de móveis e metalúrgicas. Eu consegui vender algumas máquinas, mas era difícil, porque havia a concorrência. Antes eu fazia uma venda passiva, com o nome de uma empresa, e passei a fazer uma venda ativa, em que eu tinha que procurar os clientes. Eu continuei lutando e acabei resolvendo montar uma empresa pequena, porque fui a uma feira de móveis e conheci um expositor de treliças e de molduras. Como eu vendia máquinas, achei que lá estava a minha oportunidade, pois ainda não existia equipamento para fazer aquilo. Eu nunca tinha cortado um pedaço de madeira na vida, mas tinha a teoria e, assim, fiz um protótipo em madeira, reuni o material que eu tinha disponível para produzir a máquina e comecei a fabricar treliças e a vender em lojas e indústrias de móveis."

GRANDE SALTO
"Como não tinha capital, voltei a trabalhar como vendedor na mesma empresa. Um amigo que tinha uma marcenaria na região do Brás ia se mudar e me ofereceu o lugar para eu alugar, só que no varejo o produto não girava porque o meu negócio era vender para fabricantes, mas fiquei com a lojinha para vender treliças e molduras. Comecei a ter mais volume e passei a fornecer para produtores de móveis de São Bernardo do Campo. Foi então que percebi que tinha que montar uma indústria no mesmo local onde eu trabalhava, no período noturno, depois do expediente. Assim, surgiu a Ibramol Indústria e Comércio Brasileiro de Molduras Ltda., que passou a ser uma fábrica que incorporou todas as atividades de produção e de comercialização. Como eu havia negociado máquinas a vida inteira, era fácil comprar, e começamos então a fabricar e a vender cadeiras, mesas e outros móveis para grandes redes de magazines."

INVESTIMENTOS
"Aluguei na Estrada de Sapopemba um imóvel que era uma oficina mecânica, reformei e montei uma loja de móveis para vender produtos da Ibramol. Só que o Ibracenter não pegava, e me dei conta de que tinha mesmo que montar uma boa loja de móveis. Encontrei um ponto comercial na Lapa e compus o nome Evy & Lyne em homenagem às minhas filhas. No final, acabei montando treze lojas próprias. Atualmente, são quatro lojas para que eu possa administrar melhor e investir em treinamento. Tenho funcionários fazendo faculdade por nossa conta e três já formados. Mandamos outros para fora do País a fim de estudarem tecnologia e ferramental de cortes de alta precisão em parcerias com fornecedores e, com isso, estamos lançando a Evy & Lyne Premium, uma loja localizada nos Jardins com um terreno de 1.800 metros quadrados. Trata-se de um show-room de cozinhas e de armários para as classes A e B, mas não pretendemos abrir mão dos outros públicos, pois vamos oferecer um grande produto em termos de tecnologia e de preço."


« Entrevista Anterior      Próxima Entrevista »
...
Realização:
IMEMO

MANTENEDORES:

CRA-SP

Orcose Contabilidade e Assessoria

Sianet

Candinho Assessoria Contabil

CNS

Hífen Comunicação


Pró-Memória Empresarial© e o Programa de Capacitação, Estratégia e Motivação Empreendedora Sala do Empresário® é uma realização do Instituto da Memória Empresarial (IMEMO) e publicado pela Hífen Comunicação em mais de 08 jornais. Conheça a história do projeto.

Diretor: Dorival Jesus Augusto

Conselho Assessor: Alberto Borges Matias (USP), Alencar Burti, Aparecida Terezinha Falcão, Carlos Sérgio Serra, Dante Matarazzo, Elvio Aliprandi, Irani Cavagnoli, Irineu Thomé, José Serafim Abrantes, Marcos Cobra, Nelson Pinheiro da Cruz, Roberto Faldini e Yvonne Capuano.

Contato: Tel. +55 11 9 9998-2155 – [email protected]

REDAÇÃO
Jornalista Responsável: Maria Alice Carnevalli - MTb. 25.085 • Repórter: Fernando Bóris;
Revisão: Angelo Sarubbi Neto • Ilustrador: Eduardo Baptistão

PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL DESTAS ENTREVISTAS sem permissão escrita e, quando permitida, desde que citada a fonte. Vedada a memorização e/ou recuperação total ou parcial, bem como a inclusão de qualquer parte da obra em qualquer sistema de processamento de dados. A violação dos Direitos Autorais é punível como crime. Lei nº 6.895 de 17.12.1980 (Cód. Penal) Art. 184 e parágrafos 185 e 186; Lei nº 5.998 de 14.12.1973


Hífen Comunicação
© 1996/2016 - Hífen Comunicação Ltda. - Todos os Direitos Reservados
A marca Sala do Empresário - Programa de Capacitação, Negócios e Estratégia Empresarial
e o direito autoral Pró-Memória Empresarial, são de titularidade de
Hífen Comunicação Editorial e Eventos Ltda.