Home











...



« Memória Empresarial • ANO XXVIII - Ed. 813 (04/11/2007)

Realizador por natureza

A atividade empreendedora pode surgir em diversos momentos e por vários motivos na vida de uma pessoa, mas, quando alguém nasce para criar empresas, esse dom transforma-se em trajetória pessoal marcada pela superação contínua das adversidades que fazem parte inerente do mundo corporativo. Qualquer um pode montar um negócio, mas mantê-lo no mercado por vinte anos, construindo uma marca de referência em seu segmento de atuação a partir da estaca zero, até mesmo em termos conceituais, é um desafio que somente os empresários natos conseguem vencer. Foi o caso de William D'Andrea Naswaty, fundador e diretor da Telelok Locações de Móveis para Escritório www.telelok.com.br. Desde muito cedo e por causa da doença do pai, ele aprimorou o talento empreendedor abrindo pequenos estabelecimentos comerciais até conseguir o primeiro emprego e perceber logo o quanto tinha vontade e talento para concretizar iniciativas empresariais. Em depoimento exclusivo, William faz um relato comovente de como enfrentou os altos e baixos do empreendedorismo, deixando evidente por que jamais conseguiu abrir mão de estar à frente na idealização e na consolidação dos seus projetos.

PRECOCE
"Comecei a trabalhar aos 13 anos e sempre enxerguei oportunidades de atuar como empreendedor. Abri um mercadinho para atender o bairro, depois uma rotisserie, uma cozinha industrial, uma padaria, um açougue, uma lanchonete, além de duas locadoras de carros e uma de equipamentos de engenharia e construção civil. Sempre quis criar negócios, e aí é que pesam as diferenças individuais. Existem pessoas que trabalham apenas por dinheiro, que é muito importante, sem dúvida, outros por cargos, posições e status. Eu sempre trabalhei por realizações, pois sonhava em fazer algo e só partia para um novo negócio após ter concretizado o antigo. Aos 18 anos, vendi tudo e fui trabalhar em uma loja de móveis como funcionário. Lá, conheci o que era e como funcionava o sistema de locação nesse nicho. Fui contratado para trabalhar na concorrência, em que alugávamos equipamentos para a engenharia e para a construção civil. Depois de um ano e meio, decidi abrir a Telelok, optando, no início, por trabalhar com a locação de móveis para eventos."


VISÃO AMPLA
"Montar um negócio é fácil, mas manter uma empresa por muitos anos no Brasil é muito difícil. Parei de estudar no colegial, quando abri a empresa, mas tive que aprender a trabalhar com tudo. Aprender o que era marketing na raça, o que era contabilidade, pois eu não sabia nem ler um balanço. Hoje, já posso discutir com os profissionais das áreas financeira, administrativa e de recursos humanos. Para isso, fiz cursos pequenos, assisti a palestras e faço tudo isso até hoje, pois o empresário precisa ter uma visão mais ampla do mundo em que atua. A Telelok nasceu fazendo locação de móveis para eventos e congressos. Em 1994, tivemos uma fase muito difícil e foi então que tomamos a decisão de ingressar no mercado corporativo, atividade pouco conhecida na época e que ainda hoje exige investimento considerável para sua propagação. Éramos, na época, três sócios e, basicamente, fechávamos uma empresa enquanto abríamos outra."


GRUPO
"De 2003 para 2004, fiquei sozinho à frente da Telelok e, por estar em uma situação difícil, minha saúde foi abalada. Tive vontade de largar tudo, mas existia toda uma história e um nome no mercado a zelar. É muito importante cuidar da integridade de uma marca, pois consolidá-la não é uma tarefa fácil - exige tempo e investimento, principalmente, para as pequenas empresas. Nesse momento, convidei o Nelson Domingues, para ser meu sócio. Conhecendo a realidade da empresa topou o desafio e, ao meu lado passou a atuar ativamente na profissionalização da equipe. Hoje, a Telelok investe em pesquisas de mercado, visando capitalizar nossos pontos fortes, reverter nossas fraquezas, antecipar movimentos da concorrência e avaliar a satisfação dos nossos clientes. Em pesquisa recente registramos quase 98% de aprovação. Com atuação nacional, possuimos escritórios em São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro , Curitiba e Brasília. Destinamos 5% do faturamento às ações de marketing. Atualmente somos um grupo de empresas, composto pela Telelok Participações, que é a holding, a Telelok Locações, a WN Office, responsável pela venda de mobiliário, e a TLK Montagens, que cuida da logística das nossas empresas e de terceiros, fazendo o remanejamento dos móveis."


« Entrevista Anterior      Próxima Entrevista »
...
Realização:
IMEMO

MANTENEDORES:

CRA-SP

Orcose Contabilidade e Assessoria

Sianet

Candinho Assessoria Contabil

CNS

Hífen Comunicação


Pró-Memória Empresarial© e o Programa de Capacitação, Estratégia e Motivação Empreendedora Sala do Empresário® é uma realização do Instituto da Memória Empresarial (IMEMO) e publicado pela Hífen Comunicação em mais de 08 jornais. Conheça a história do projeto.

Diretor: Dorival Jesus Augusto

Conselho Assessor: Alberto Borges Matias (USP), Alencar Burti, Aparecida Terezinha Falcão, Carlos Sérgio Serra, Dante Matarazzo, Elvio Aliprandi, Irani Cavagnoli, Irineu Thomé, José Serafim Abrantes, Marcos Cobra, Nelson Pinheiro da Cruz, Roberto Faldini e Yvonne Capuano.

Contato: Tel. +55 11 3256-3265 – [email protected]

REDAÇÃO
Jornalista Responsável: Maria Alice Carnevalli - MTb. 25.085 • Repórter: Fernando Bóris;
Revisão: Lírio C. da Silva • Ilustrador: Eduardo Baptistão

PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL DESTAS ENTREVISTAS sem permissão escrita e, quando permitida, desde que citada a fonte. Vedada a memorização e/ou recuperação total ou parcial, bem como a inclusão de qualquer parte da obra em qualquer sistema de processamento de dados. A violação dos Direitos Autorais é punível como crime. Lei nº 6.895 de 17.12.1980 (Cód. Penal) Art. 184 e parágrafos 185 e 186; Lei nº 5.998 de 14.12.1973


Hífen Comunicação
© 1996/2016 - Hífen Comunicação Ltda. - Todos os Direitos Reservados
A marca Sala do Empresário - Programa de Capacitação, Negócios e Estratégia Empresarial
e o direito autoral Pró-Memória Empresarial, são de titularidade de
Hífen Comunicação Editorial e Eventos Ltda.