Home











...



« Memória Empresarial • ANO XXVIII - Ed. 880 (15/02/2009)

Escalada para a eficiência

Nem sempre é fácil sair da zona de conforto de um bom salário para investir diretamente no empreendedorismo, por mais atraente que a oportunidade de partir para o próprio negócio possa parecer. Os desafios que fazem parte do lançamento de uma iniciativa empreendedora exigem planejamento que deve começar dentro do ambiente de trabalho pela observação dos serviços que podem ser melhorados, incluindo a descoberta de formas menos arriscada de desligamento como funcionário para, na sequência, investir com força total no projeto traçado. Esse foi o caso de Cassio Porto Adri, fundador e diretor da Art Services Soluções e Logística Ltda. - www.artservices.com.br -, que atuou em uma multinacional durante nove anos e percebeu o grande desperdício em termos de recursos e de distribuição que havia na área de material promocional. Ao perceber que poderia montar uma empresa que centralizasse de forma inédita essas operações com base em uma estratégia de logística que funcionasse de forma eficiente em todo o território nacional, ele optou primeiro por ser um franqueado de duas lojas do ramo de alimentação e só depois colocou em prática sua idéia com a ajuda de um sócio. Em depoimento exclusivo, o empresário conta como se deu essa trajetória e demonstra cautela para estabelecer parcerias que possam internacionalizar suas atividades.

SEGURANÇA
"No primeiro ano de operação, dobrei o faturamento das duas lojas franqueadas, o que me deu a segurança necessária para montar o meu negócio. Abri a Art Services com um sócio, mas começamos bem devagar, colocando os projetos em dia e estudando melhor o mercado. A empresa saiu no papel em 2000, mas a operação ocorreu efetivamente em 2001. No início de 2002, conseguimos nosso primeiro grande cliente que, em razão da nossa expertise na área de materiais de merchandising, nos propôs uma consultoria que tinha em vista identificar e diagnosticar a situação de materiais de merchandising dessa empresa no Brasil inteiro. Foi então que eu viajei desde Fortaleza até Porto Alegre e elaboramos um relatório mostrando que 35% do saldo de materiais que eles tinham em estoque poderiam ser jogados fora, porque já estavam ultrapassados, o que estava gerando perda de R$ 700 mil por ano."


CONCEITO
"Hoje, temos 35 clientes, dois armazéns somando 30 mil metros quadrados, 400 funcionários e 83 bases no Brasil, o que nos permite enviar os materiais aos pontos de venda, fazendo com que os promotores venham manter contato direto conosco em todo o País. Com a terceirização desse serviço, identificamos que era possível remanejar o que sobrava de uma região para outra, evitando novos pedidos para a matriz, como era feito anteriormente, causando um desperdício que ficava fora de controle. Dessa forma, passamos também a administrar a sobra geral e a esquematizar nova forma de distribuição. Primeiro, reduzimos a perda de 35% para 2% e, num segundo momento, com a nossa atividade focada em tecnologia e serviço, enviamos a tabulação da campanha anterior como uma sugestão para a próxima chegar o mais perto possível da realidade, pois os setores de vendas das empresas ainda não tinham acesso a esse tipo de informação."


DIFERENCIAL
"O que faz a nossa diferença está no serviço agregado que a Art Services oferece aos clientes no que diz respeito ao atendimento e à tecnologia. Para isso, temos um site de gestão que é único no mercado. A criação da propaganda não é nossa atividade, mas a partir do momento que foi criada a cadeia, entramos em ação. Graças ao portal do fornecedor, identificamos o código de barras que é enviado ao fornecedor nos padrões do cliente para que ele identifique o material e para que possamos ter maior rastreabilidade desde a produção dos materiais até a colocação dos displays dentro os pontos de venda em nível nacional. Como nos tornamos uma referência no mercado, somos sempre sondados para compra ou fusão. Estudamos as propostas com bastante atenção, porque sabemos que vamos precisar de parceiros maduros fora do Brasil para consolidar o crescimento sustentável da empresa pelo processo de internacionalização, mas sem perder a identidade que já construímos."


« Entrevista Anterior      Próxima Entrevista »
...
Realização:
IMEMO

MANTENEDORES:

CRA-SP

Orcose Contabilidade e Assessoria

Sianet

Candinho Assessoria Contabil

CNS

Hífen Comunicação


Pró-Memória Empresarial© e o Programa de Capacitação, Estratégia e Motivação Empreendedora Sala do Empresário® é uma realização do Instituto da Memória Empresarial (IMEMO) e publicado pela Hífen Comunicação em mais de 08 jornais. Conheça a história do projeto.

Diretor: Dorival Jesus Augusto

Conselho Assessor: Alberto Borges Matias (USP), Alencar Burti, Aparecida Terezinha Falcão, Carlos Sérgio Serra, Dante Matarazzo, Elvio Aliprandi, Irani Cavagnoli, Irineu Thomé, José Serafim Abrantes, Marcos Cobra, Nelson Pinheiro da Cruz, Roberto Faldini e Yvonne Capuano.

Contato: Tel. +55 11 9 9998-2155 – [email protected]

REDAÇÃO
Jornalista Responsável: Maria Alice Carnevalli - MTb. 25.085 • Repórter: Fernando Bóris;
Revisão: Angelo Sarubbi Neto • Ilustrador: Eduardo Baptistão

PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL DESTAS ENTREVISTAS sem permissão escrita e, quando permitida, desde que citada a fonte. Vedada a memorização e/ou recuperação total ou parcial, bem como a inclusão de qualquer parte da obra em qualquer sistema de processamento de dados. A violação dos Direitos Autorais é punível como crime. Lei nº 6.895 de 17.12.1980 (Cód. Penal) Art. 184 e parágrafos 185 e 186; Lei nº 5.998 de 14.12.1973


Hífen Comunicação
© 1996/2016 - Hífen Comunicação Ltda. - Todos os Direitos Reservados
A marca Sala do Empresário - Programa de Capacitação, Negócios e Estratégia Empresarial
e o direito autoral Pró-Memória Empresarial, são de titularidade de
Hífen Comunicação Editorial e Eventos Ltda.